23 novembro 2011


Dando mais uma espiada no site do TRE, pude comprovar que existe uma ação tramitando na Justiça Eleitoral, 40ª zona, Pau dos Ferros, cujo assunto é um processo administrativo com suposta duplicidade/pluralidade de filiação do ex-prefeito, Nilton Figueiredo.

Esse material só ratifica o que já tínhamos postados sobre a delicada situação dele que, em descumprimento à Lei 9.096/95, filiou-se ao PMDB em 06/09/2011, mas só pediu desligamento do PP, seu antigo partido, no dia 21 de setembro último, portanto 15 dias depois do prazo legal. Esse fato, por si só, embora pareça simples, poderá redundar na anulação das duas filiações: "nem lá, nem lô". O médico, Bráulio Figueiredo, também se encontra na mesma situação.  

Como se não bastasse essa cruz que carrega, também pesam contra Nilton Figueiredo vários processos na Justiça, alguns já transitados em julgado (veja AQUI e AQUI) e, ainda, a possibilidade do PMDB (mesmo que ele estivesse apto) não lhe conceder legenda para disputar a eleição. Em vez disso, indicar um candidato a vice numa chapa encabeçada pelo DEMocratas no pleito vindouro .

Ora, nesta terça-feira (22), lá para as bandas de Brasília, após a bancada potiguar eleger as prioridades das emendas parlamentares para o Orçamento Geral da União 2012, houve umas conversas e cochichos de pé de orelha entre Rosalba Ciarlini, Garibaldi Filho, Henrique Alves, José Agripino e Elias Fernandes.

Além da aliança que estão formando entre o DEM/PMDB em torno do nome do deputado, Hermano Morais, para concorrer à Prefeitura do Natal, trouxeram também à baila as composições políticas que se formarão nos municípios pólos no próximo ano. E Pau dos Ferros está socado no meio.

Por lá, o martelo já está quase batido de que, independentemente da decisão que a Justiça Eleitoral vai tomar com relação à dupla filiação do ex-prefeito, Nilton Figueiredo, que poderá torná-lo inelegível por dupla filiação, a legenda bacurau intenciona mesmo é indicar Sílvio Torquato para ser o companheiro de chapa do prefeitável, Fabrício Torquato, nas eleições que se aproximam.   

O extrato mostra no item Assunto: Duplicidade de Filiação Partidária
 Garibaldi e Elias atentos à conversa da Rosa
 É Rosalba costurando . . .
 . . . E José Agripino dando o nó.




Um comentário:

Anônimo disse...

eita!